NÃO PERCAM!

Acompanhem as postagens anteriores

domingo, 16 de maio de 2010

COPA DO MUNDO - 1994


Por Felipe Dótoli

O titulo mais inesperado de uma seleção brasileira.

Não há como negar, aquele time brasileiro não encantava ninguém, mas mesmo assim venceu, e isso que importa, pelo menos para mim. A classificação do Brasil para a copa dos Estados Unidos só ocorreu no último jogo das eliminatórias, contra o Uruguai. Faziam 24 anos desde a conquista no México, estava na hora de vencer.

Uma seleção com um gênio, Romário, bons jogadores como Bebeto, Zinho, Raí e Müller e um técnico "cauteloso", que pregava um futebol de resultado, Carlos Alberto Parreira.

A primeira fase dos brasileiros foi tranquila. A liderança do grupo veio após vitórias sobre a Rússia, 2x0, Camarões, 3x0, e um empate por 1x1 com a Suécia.

Tranquilidade que não se repetiu nas oitavas de final contra os donos da casa, os Estados Unidos. Em um jogo duro, com expulsão do lateral Leonardo, o Brasil venceu por 1x0, gol de Bebeto aos 27 da segunda etapa. A Holanda foi a adversária das quartas, um jogo que elevou a adrenalina de todos que assistiam. Com um gol de falta aos 36 do segundo tempo, Branco decretou a vitória brasileira, 3x2.

As partidas do Brasil após a fase de grupos tinham sido difíceis, e as semi finais não iriam ser diferentes. Com um gol de Romário aos 35 do segundo tempo, os brasileiros passaram pela Suécia e estavam em uma final de Copa do Mundo depois de 24 anos.

A Itália foi a adversária, e mais uma vez o jogo foi difícil. Nenhuma equipe estava se espondo, e após 120 minutos de partida a decisão chegou aos penaltis. Todos já sabem o final desse história, Baggio foi um grande amigo brasileiro. O grito de "é campeão" finalmente saiu da garganta dos brasileiros.

Foi a vitória de "redimiu" a chamada Era Dunga, que fracassou 4 anos antes.

O Brasil foi a copa dos EUA com:

Goleiros - Taffarel(Reggina-ITA), Gilmar(Flamengo) e Zetti(São Paulo);

Laterais - Jorginho(Bayern de Munique-ALE), Cafú(São Paulo), Branco(Corinthians) e Leonardo(São Paulo);

Zagueiros - Aldair(Roma-ITA), Ricardo Rocha(Vasco), Márcio Santos(Bordeaux-FRA) e Ronaldão(Shimizu-JAP);

Meias - Mauro Silva(La Coruña-ESP), Raí(Paris Saint-Germain-FRA), Zinho(Palmeiras), Dunga(Stuttgart-ALE), Mazinho(Palmeiras) e Paulo Sérgio(Bayern Leverkusen-ALE);

Atacantes - Romário(Barcelona), Ronaldo(Cruzeiro), Bebeto(La Coruña), Müller(São Paulo) e Viola(Corinthians);

Técnico - Carlos Alberto Parreira.