NÃO PERCAM!

Acompanhem as postagens anteriores

sexta-feira, 22 de julho de 2011

PARA SELEÇÃO TUDO, PARA OS CLUBES NADA

Imagem: santosfc.com.br

Por Felipe Dótoli

O Blog Futeboleiros está de volta e agora com tudo!

No dia 10 de Agosto o Brasil enfrenta a Alemanha, em Stuttgart, por mais um daqueles amistosos preparatórios para nada. O fato é: com mais este jogo, "coladinho" com a Copa América, os clubes brasileiros perderão seus jogadores convocados, que, mais uma vez, ficarão fora de partidas pelo Campeonato Brasileiro.

O Santos que o diga. Além dos jogadores que cedeu para a seleção sub-20, que disputa o mundial da categoria, o clube, provavelmente, ficará sem Neymar, Ganso e Elano, novamente.

Agora paremos um pouco para pensar. Até que ponto os clubes brasileiros devem aceitar de cabeça baixa as imposições da seleção do "fofucho" Ricardo Teixeira? Tudo bem que ele está cagando para o futebol doméstico, como ele mesmo afirmou em bela reportagem feita pela repórter Daniela Pinheiro, da Revista Piauí.

Está na hora dos cartolas que tanto falam e pouco fazem, olharem mais para os clubes que comandam, pois esse é o dever de um dirigente, ou eu estou enganado?

O calendário rídiculo do futebol brasileiro é um dos fatores que fazem a seleção sempre passar por cima das equipes nacionais. O Brasil é o único país...desculpem, esqueci do grande futebol russo, que ainda aderem a temporada de Janeiro a Dezembro. Depois, os mesmos cartolas, que nada fazem para mudar o poder da seleção da CBF, choram ao ver seus jogadores partiram rumo ao velho continente no meio do Brasileirão.

Quando um jogador serve a seleção brasileira, vestindo a farda amarela, ele está representando o país, sua pátria. Mas que garantia o clube que lhe paga os salários tem se um desses atletas se machucar e ficar meses sem jogar? Infelizmente, nenhuma. E, obviamente, nos meses parado o jogador continua gerando custos à equipe que o contratou.

Eu não estou falando apenas dos vencimentos mensais do jogador, mas também dos gastos médicos e resultados dentro de campo, que é o que mais importa. Enquanto isso, na sede da CBF, tudo continua normal, afinal, é mais um jogador que para a seleção é substituível.

Não que eu seja contra a seleção brasileira, até porque, ela foi um dos fatores que me fez amar o futebol. Mas hoje em dia, muita coisa mudou e o Senhor Feudal Ricardo Teixeira, que assumiu a CBF esses dias, está fazendo com que a seleção que um dia foi mágica se torne apenas mais uma (E nem vou falar dos casos de corrupção envolvendo o mandatário. Isso fica para outro post).

Para resumir: Se os clubes, e quando eu falo clubes eu me refiro aos cartolas, não tomarem a atitude de encarar a Confederação Brasileira de Futebol do Ricardo Teixeira, nada vai se modificar e nós continuaremos chorando quando nosso time de coração fica rodadas e mais rodadas sem os principais jogadores, já que estão à disposição da falida seleção brasileira de futebol. Ou muda o calendário e a atitude ou extingue a seleção. O que você prefere?